Postagens

Mostrando postagens de 2017

Se perder no céu

Imagem
Foi quando se permitiu sonhar e sentiu o amor invadindo seu coração que se perdeu na terra vazia em que caminhava. Desenhava círculos enquanto olhava o céu até que o solo frio, por um segundo, ameaçou liberta-la. Mas só ameaçou. Foi quando se permitiu sentir dores irreais e viu feridas marcarem sua pele que ela se perdeu no céu azul em que navegava. Pensamentos confusos invadiam sua mente e como parasitas nutriam-se de suas energias enquanto a transformavam em pó. Dias bons eram consumidos pela escuridão e nas noites mais quentes era só frio que sentia. Tentou respirar calmamente e debater consigo na esperança de vencer-se para ser feliz, mas sua teimosia era tamanha que acabou desistindo. Cortou suas asas e se impediu de continuar sonhando, pois não merecia sonhar. Abriu mão do amor da vida para que a vida não a machucasse mais, para fazer parar de doer. Mas agora, só e em prantos, se pergunta porque não é capaz de navegar nas nuvens sem olhar para o chão, viver uma aventura longe do…

Amor

Imagem
É no coração que o amor é fabricado e depois vendido a preços altíssimos para que apenas alguns tenham o prazer de te-lo. Quando fabricado na mente o amor é inteligente, vai e volta tão facilmente que não chega a beijar a alma. Não se acalma e nem se sara. Não há dor num amor disfarçado a não ser para o outro que se derrama em falsas promessas até que acaba líquido no fundo do mar. A dor está nos corações vazios que já sentiram o amor alguma vez e hoje já não o sentem mais.

Fábrica de pesadelos

Imagem
Se eu pudesse cobrir meu corpo com o manto da felicidade teria a noite somente sonhos bons. Não haveria dor, tristeza ou mágoa. Não haveria a incerteza que me sufoca e nem mesmo a decepção que me salta aos olhos em formato de mar. Seria sol todos os dias e as estrelas seriam lembranças boas que eu guardaria na constelação. Não ia precisar curar as feridas pois nem machucados eu iria ter. O que aconteceu com meus sonhos de menina?

Me deixar queimar

Imagem
Estou sentindo meu corpo falhar, minha alma cansar e meus pés pisarem fundo no chão. Meus sonhos já não são mais os mesmos e quem sabe os pesadelos não sejam mais doces. Sinto que meu sangue mudou de cor e que é ele que escorre dos meus olhos agora. Vejo minha vida se tornando vazia enquanto transbordo em dor e cada vez que olho pra trás não reconheço quem um dia fui. Esfrego meu corpo na esperança de me encontrar debaixo dessa pobre pele e quem sabe ressurgir das cinzas. Me deixei queimar em fogo baixo pra sentir o calor derreter aos poucos meu coração. Me sinto mais forte enquanto a vida flui, enquanto anseio por mais dor. Até que a chuva chega e tudo passa. Mas essa chuva que agora apaga o fogo sera a mesma que ira me incentivar a queimar amanhã.

Mudar

Imagem
Se eu fosse feita de porcelana não seria tão frágil assim. Meu corpo não consegue esconder meus sentimentos, pois ele é tão transparente que parece que visto alma. É impossível caminhar sem tropeçar em minhas lágrimas, sem derrubar meu cacos no chão. Já não sei mais qual direção seguir porque tudo que eu conhecia se renovou. É como se as pessoas fossem desenhadas a lápis e a qualquer momento são corrigidas até se tornarem apenas borrões do que eram. E o que eram era bom. Por mais que a vida nos de escolhas algumas coisas acontecem simplesmente porque devem acontecer. Meu coração partido está cegando meus pensamentos, tornando tudo tão escuro aqui dentro como está lá fora. As sombras que me perseguiam se escondem pois hoje sou eu que durmo debaixo da cama dos monstros. O que será de mim? Talvez as portas e janelas estejam trancadas e é por isso que não encontro feixes de luz. Mas como vou destrancar se não consigo ver onde estão? Me libertar não é viável no momento e por isso peço aos …